Renata Quintella

São Paulo/SP


Renata Quintella

Se você tem um sonho, além de você ao menos uma pessoa tem que acreditar nele. Foi com essa ideia na cabeça que, no dia 5 de junho de 2013, a atriz, roteirista e diretora artística Renata Quintella saiu às ruas de São Paulo com uma ideia na cabeça e um maço de flores na mão.


Vídeos


Se você tem um sonho, além de você ao menos uma pessoa tem que acreditar nele.

Foi com essa ideia na cabeça que, no dia 5 de junho de 2013, a atriz, roteirista e diretora artística Renata Quintella saiu às ruas de São Paulo com uma ideia na cabeça e um maço de flores na mão.

E não estava acompanhada só de uma pessoa que acreditava nela, mas de oito amigos que se dispuseram a ajudá-la em sua primeira jornada.

Dois deles tinham uma produtora de vídeo e iriam registrar tudo com uma câmera. O objetivo não era seguir um roteiro, mas simplesmente parar as pessoas na rua e fazer uma pergunta: “o que eu posso fazer por você agora?”.

Ao fim daquele dia, depois de empurrar uma carroça de material para reciclagem, ajudar a carregar sacolas de compras, emprestar seu celular para um interurbano e montar uma festa relâmpago de aniversário na praça, Renata voltou pra casa exausta, desejando fazer daquele trabalho sua razão de viver. “Eu queria ser uma pessoa melhor a cada dia, deixar um legado para meus filhos. Tinha encontrado meu caminho.”

Hoje, Renata criou dois braços específicos no instituto: um para ajudar refugiados da África e da Síria,  outro para dar aulas de inglês em uma comunidade carente de São Paulo.

Mas o projeto continua sendo tocado por uma pessoa, com a ajuda de uma contratada recente. “A gente recebe doações para realizar os desejos e também R$ 900 por mês de pessoas físicas”, diz Renata, que tem as contas do instituto abertas no site.

O resto do dinheiro para tocar tudo isso vem das palestras em empresas sobre a corrente do bem que ela tanto alimenta. E das suas atuações como diretora artística ou roteirista.

Palestra: O que você pode fazer agora?

A Palestra ajuda no processo de fortalecimento de equipes de alta-performance com pessoas mais engajadas.

Sobre a perspectiva "o que eu posso fazer por você agora" Realizam uma reflexão que impulsiona você a um olhar mais generoso e colaborativo, no qual, um se coloca no lugar do outro sem receio de pedir ou oferecer ajuda.

Eliminando os filtros corporativos e hierárquicos, tendo como unico propósito o sentimento de pertencer e a entregar um trabalho alinhado aos objetivos da área e da companhia.

Outros temas de Palestra:

- Equipe de Alta-Performance
- Motivação
- Superação
- Trabalho em Equipe
- Planejamento e estratégia

 

AT 06-09