Aílton Graça - Ator

São Paulo/SP


Aílton Graça - Ator

Nascido em São Paulo no dia 9 de setembro de 1964, Ailton Graça, filho de uma dona de casa e de um porteiro de hospital, cresceu na periferia de São Paulo e, ainda nos tempos da escola, se encantou pelo teatro.


Vídeos


Aílton Graça nasceu em São Paulo. Durante um bom tempo, trabalhou como camelô e é apaixonado por carnaval, sendo mon Gro de um porteiro de hospital e de uma dona de casa, foi criado na periferia de São Paulo, no bairro de Americanópolis. Ainda no tempo da escola, se apaixonou por dramaturgia, época em que atuou em diversas peças amadoras.

Antes de se tornar ator profissional, foi fiscal de lotação, feirante e também trabalhou como vendedor de loja de sapatos. Aílton foi servidor público do Estado de São Paulo ao ser aprovado e empossado em um concurso público para o Hospital do Servidor Público Estadual. Neste hospital, havia um projeto de lazer para pacientes, criado por alguns atores da Escola de Artes Dramáticas da USP, participando e atuando em diversas ações do grupo.

Em 1985, Aílton se formou na Oficina Vocal do Centro Cultural de São Paulo e depois fez técnicas circenses no Circo Escola Picadeiro. De 1986 a 1988, foi aluno de Antunes Filho e ensaiou duas peças do repertório do grupo: Macunaíma e A Hora e a Vez de Augusto Matraga, mas não chegou a ser escalado em nenhuma delas.

Em 2002, foi mestre-sala e coreógrafo de comissão de frente das escolas de sambaGaviões da Fiel e União Independente da Zona Sul. No ano seguinte, estreou no cinema como o personagem Majestade, comandante do tráfico de drogas dentro da cadeia, no filme Carandiru.

Em 2005, estreou na televisão na novela América, como Feitosa. A partir desta novela, atuou também nos programas Cidade dos Homens, A Diarista e Retrato Falado. Além disso, participou de Cobras & Lagartos interpretando o cômico Ramires e ainda entrou em Sete Pecados.

Em dezembro de 2007, Aílton substituiu Lázaro Ramos no final da temporada paulistana da peça O Método Grönholm.

Em dezembro de 2019, Aílton assume a presidência de uma das escolas de samba mais antigas do Carnaval de São Paulo, a Lavapés.

 

AT 06-20